segunda-feira, 31 de julho de 2017

Erasto apoia o Novo Movimento Democrático

O PMDB terá convenção para escolher sua nova Direção em Curitiba. Com a palavra, a base - Erasto, taxista que apoia o Novo Movimento Democrático.
Dia 05 de agosto, venha conosco!
Participe e vote no #NovoMovimentoDemocrático!
Saiba de nossas propostas em: https://goo.gl/97j5eW



sexta-feira, 28 de julho de 2017

Thiago Meira apoia o Novo Movimento Democrático

O PMDB terá convenção para escolher sua nova Direção em Curitiba. Com a palavra, a base - Thiago Meira, estudante de Ciência Política que apoia o Novo Movimento Democrático.
Dia 05 de agosto, venha conosco!
Participe e vote no #NovoMovimentoDemocrático!

Saiba de nossas propostas em: https://goo.gl/97j5eW


quinta-feira, 27 de julho de 2017

Rafael Xavier apoia o Novo Movimento Democrático

O PMDB terá convenção para escolher sua nova Direção em Curitiba. Com a palavra, a base - Rafael Xavier,  ex assessor da Presidência da República, Conselheiro Nacional e vice Presidente da filial paranaense Fundação Ulysses Guimarães, que apoia o Novo Movimento Democrático.
Dia 05 de agosto, venha conosco!
Participe e vote no #NovoMovimentoDemocrático!
Saiba de nossas propostas em: https://goo.gl/97j5eW


quarta-feira, 26 de julho de 2017

Carlos Lima apoia o Novo Movimento Democrático

O PMDB terá convenção para escolher sua nova Direção em Curitiba. Com a palavra, a base - Carlos Lima, coach em Gestão de Equipe em Projetos Colaborativos que apoia o Novo Movimento Democrático.
Dia 05 de agosto, venha conosco!
Participe e vote no #NovoMovimentoDemocrático!

Saiba de nossas propostas em: https://goo.gl/97j5eW


terça-feira, 25 de julho de 2017

Paikan apoia o Novo Movimento Democrático!

O PMDB terá convenção para escolher sua nova Direção em Curitiba. Com a palavra, a base - Paikan de Mello e Silva, executivo do Sistema Fecomércio SESC SENAC Paraná que apoia o Novo Movimento Democrático.
Dia 05 de agosto, venha conosco!
Participe e vote no #NovoMovimentoDemocrático!

Saiba de nossas propostas em: https://goo.gl/97j5eW


segunda-feira, 24 de julho de 2017

Sergio Ricci apoia o Novo Movimento Democrático

O PMDB terá convenção para escolher sua nova Direção em Curitiba. Com a palavra, a base - Sergio Ricci, secretário do PMDB-PR que apoia o Novo Movimento Democrático.
Dia 05 de agosto, venha conosco!
Participe e vote no #NovoMovimentoDemocrático!

Saiba de nossas propostas em: https://goo.gl/97j5eW


sexta-feira, 21 de julho de 2017

Samuel Gomes apoia o #NovoMovimentoDemocrático

O PMDB terá convenção para escolher sua nova Direção em Curitiba. Com a palavra, a base - Samuel Gomes, advogado e doutorando em filosofia do direito que apoia o Novo Movimento Democrático.
Dia 05 de agosto, venha conosco!
Participe e vote no #NovoMovimentoDemocrático!

Saiba de nossas propostas em: https://goo.gl/97j5eW


quinta-feira, 20 de julho de 2017

Janine Rodrigues apoia o Novo Movimento Democrático

O PMDB terá convenção para escolher sua nova Direção em Curitiba. Com a palavra, a base - Janine Rodrigues, deputada federal suplente que apoia o Novo Movimento Democrático.

Dia 05 de agosto, venha conosco!



quarta-feira, 19 de julho de 2017

Greca tenta se livrar da sua responsabilidade, mas não dá certo



Nesta quarta-feira (19), o prefeito Rafael Greca postou em seu Facebook que um morador de rua morreu após recusar ajuda da FAS. Jogou a culpa da morte somente na recusa do homem de ir para o abrigo, e completou dizendo que as "forças do mal" insistem no "direito de permanecer na rua", após alegar que o morador estaria alcoolizado e sob efeito de drogas.
Isso tudo aconteceu após a noite mais fria que Curitiba já presenciou neste ano, com temperaturas que beiravam os 0ºC, e que pode facilmente fazer com que os casos de hipotermia cresçam, principalmente dentro do grupo de pessoas em situação de rua. As pupilas dilatam, o tremor começa e a perda de atenção são alguns dos sintomas de quem passa pela hipotermia, contudo, o prefeito, que possui um teto sob sua cabeça e cobertores quentes, talvez não tenha sentido o frio da cidade e descartou completamente a hipótese de morte por este motivo. Greca tem certeza que o homem morreu por via do álcool e drogas.
E se morreu por isso, não seria esse um caso de saúde pública? A dependência química é um caso de tratamento e variável estatística para o Ministério da Saúde. Muitas das pessoas nessa situação não conseguem entender que precisam de ajuda e de abrigo contra o frio. Então, se Greca tenta se isentar da sua responsabilidade por um lado, do outro é quase impossível de vê-lo livre: a saúde, aqui, só chega a uma parcela da população. 
Sabe-se, contudo, que não é possível tirar das ruas as pessoas de forma "compulsória". Para Greca, já que essa saída não é possível, então é mais confortável para o prefeito culpar o próprio homem. Talvez Greca não entenda que há, sim, uma saída: a de realizar ações sociais e de saúde pública em benefício dos cidadãos antes que cheguem a mesma situação do homem que morreu.

Juliano Geraldi apoia o Novo Movimento Democrático

O PMDB terá convenção para escolher sua nova Direção em Curitiba. Com a palavra, a base - Juliano Geraldi, arquiteto, professor Universitário da PUC e diretor da FUG-PR que apoia o #NovoMovimentoDemocrático.

Dia 05, vote no Novo Movimento Democrático!



terça-feira, 18 de julho de 2017

COMPROMISSOS DO NOVO MOVIMENTO DEMOCRÁTICO



A convenção municipal do PMDB de Curitiba acontece no próximo dia 05 de agosto
. Será a oportunidade de reconstruir o Diretório Municipal a partir de uma nova cultura política e de um modelo eficiente de gestão, preservando a nossa memória, valorizando as pessoas que construíram o PMDB da capital até aqui e fomentando o ingresso de novos quadros às nossas fileiras.

Abaixo, você terá acesso a alguns dos compromissos do Novo Movimento Democrático com o PMDB de Curitiba:





FORTALECIMENTO DA BASE PARTIDÁRIA

A crise de representatividade que assola o Brasil atinge em cheio os partidos políticos. Nós do #NMD, trabalhamos norteados por uma  Carta de Princípios que pretende implementar uma nova cultura política no país, abrindo canais de diálogo com todos os setores da sociedade, valorizando a política de base,  a JPMDB, o PMDB Mulher, o PMDB Afro, o PMDB Sindical  e a criação de núcleos de discussão sobre todos os temas que possam ajudar o município de Curitiba, o Paraná e o Brasil a se desenvolver.

O PMDB do Paraná tem uma tradição de democracia interna, que por fatores conjunturais ficou adormecida em Curitiba. Fato que pretendemos corrigir com muito  trabalho e com um modelo eficiente de gestão.


Pretendemos implementar um projeto de gestão eficiente e moderna para que o PMDB sirva como instrumento de mudança social, estimulando a participação de nossos membros em espaços da sociedade civil organizada e valorizando o trabalho dos nossos parlamentares.

Trabalharemos para corrigir os problemas da instituição, para que voltemos a ter sucesso eleitoral, envolvendo pessoas, resgatando filiados históricos e filiando novos quadros que possam construir e pensar um programa de governo inovador, em consonância com o anseio do cidadão curitibano, o que permitirá  alavancar uma candidatura bem sedimentada à Prefeitura da Capital e a eleição de uma bancada de vereadores maior, capaz de defender o interesse do povo com independência e representatividade.

NOVOS FILIADOS

O PMDB precisa estar presente nas escolas, universidades, empresas, fabricas, sindicatos, associações de moradores, órgãos de classe, igrejas, meios de comunicação e em qualquer segmento social. Iremos estimular a criação de núcleos setoriais organizados em bairros e setores específicos com reuniões mensais descentralizadas e abertas à comunidade, estimulando a discussão de projetos que possam se tornar políticas públicas e o ingresso de novos militantes ao partido.

INSERÇÃO SOCIAL - ORGANIZAÇÃO  E METAS

Estimularemos  e apoiaremos nossos membros que queiram disputar espaços políticos na sociedade civil organizada, como: órgãos de classe, conselhos gestores de políticas públicas, sindicatos, órgãos de representação estudantil, associações de moradores e qualquer outro espaço político de interlocução com a sociedade. Temos o dever de estarmos nas ruas para entender as mazelas da cidade e encontrar soluções para o município e para o cidadão Curitibano.

Nossa Meta é disputar todos os espaços políticos possíveis para implantar e disseminar os princípios, propostas, projetos  e programas do PMDB ao maior número de pessoas.


NÚCLEOS DE DISCUSSÃO DE POLÍTICAS PÚBLICAS

Os partidos políticos são organismos vivos, precisam estar presentes em todos os espaços da sociedade. Iremos criar núcleos de discussão por temas e por regiões, para compreender as demandas da população curitibana e transformá-las em propostas de políticas públicas que as solucionem.

Cada núcleo terá uma coordenação eleita para mediar os trabalhos, sistematizar as discussões e propor ações à executiva Municipal do partido. Também serão estas comissões, que irão propor parceria à Fundação Ulysses Guimarães para promover capacitações temáticas sobre cada tema.

Estabelecemos como prioridade, as seguintes áreas de interesse:

  • Saúde
  • Educação
  • Segurança Pública 
  • Mobilidade Urbana
  • Trabalho e Geração de Renda
  • Inclusão Social, Diversidade, Cidadania e Gênero
  • Juventude 
  • Amparo à criança
  • Esporte e Lazer
  • Cultura
  • Smart City
  • Regularização Fundiária

O trabalho destas comissões  irá subsidiar o partido para que promova audiências públicas nos bairros, permitindo discussão técnica sobre os temas  e posterior construção de um plano de Governo devidamente fundamentado e  debatido  com a sociedade.

CONSELHO ESTRATÉGICO

Iremos instituir um conselho político superior, o Conselho Estratégico, que irá debater, sugerir, aconselhar em conformidade com experiências exitosas e implementar diretrizes a serem seguidas pelo partido. 

O conselho se reunirá  a cada 60 dias, em conjunto com a Comissão executiva Municipal, para avaliar, propor e auxiliar o modelo de gestão estratégica em vigência.

Farão parte do conselho pessoas notáveis do partido, ex-presidentes municipais e estaduais do PMDB, ex-vereadores, ex-deputados, ex-senadores, ex-ministros, ex-secretários Estaduais e Municipais e personalidades consagradas do PMDB de Curitiba.

FORMAÇÃO POLÍTICA CONTINUADA

Defendemos a  formação  dos nossos quadros para o fortalecimento do pensamento crítico nas fileiras do partido. Temos um projeto de formação continuada, por setor de interesse.

Em parceria  a ser firmada com a Fundação Ulysses Guimarães, pretendemos subsidiar nossos militantes com dados e informações precisas que possam ser utilizadas em debates nas universidades, escolas, igrejas, associações de moradores e demais espaços da sociedade civil organizada.

ESCOLA DE FORMAÇÃO PARA CANDIDATOS

Os pré-candidatos do PMDB terão à disposição dezenas de palestras e cursos para aprimorar seus conhecimentos políticos e sociais. Além dos tradicionais cursos da FUG, pretendemos disponibilizar palestras sobre técnicas de Oratória, Legislação Eleitoral, Formação política Básica e Gestão Pública, em parceria com Universidades de todo o Brasil. Nossa meta é capacitar todos os candidatos do partido  antes das convenções que definem candidaturas.

GOVERNO PARALELO - Reuniões periódicas descentralizadas - Mandatos populares nos bairros

Iremos retomar o contato com a base. Cada  zonal e núcleo setorial do partido deverá realizar pelo menos uma  reunião mensal, conforme calendário previamente aprovado pelo diretório municipal, onde serão convidados a participar e debater os  políticas públicas e os problemas e soluções para os bairros,  as principais lideranças políticas do partido na Capital (vereadores, Deputados e Senador).

Destas reuniões poderão derivar encaminhamentos a serem apresentados pelo partido  aos parlamentares do PMDB, com o intuito de fiscalizar o trabalho da Prefeitura,  melhorar a gestão da cidade e propor políticas públicas.

TRANSPARÊNCIA NOS ATOS ADMINISTRATIVOS

Nos últimos anos o partido definhou na Capital. Chegamos ao ponto de candidatos a vereador de Curitiba  desconhecerem a direção provisória que comandou a eleição de 2016. Chega de decisões tomadas às sombras!

O Novo Movimento Democrático vai radicalizar na democracia interna. As decisões importantes serão tomadas pela base, em votações abertas.

PMDB CONECTADO

Não é possível que em pleno 2017, um partido do tamanho do PMDB de Curitiba continue a não utilizar dos instrumentos digitais de informação e interação disponíveis na internet.  Precisamos estar conectados com a sociedade em rede e estimular a criação de um núcleo digital de militantes que simpatizem com nossas causas.

Iremos criar, alimentar e divulgar sítio eletrônico, páginas nas redes sociais e aplicativos de consulta e interação.

VALORIZAÇÃO DOS VEREADORES E DEPUTADOS

PMDB irá promover integração entre os mandatos dos vereadores e deputados com base popular do PMDB em Curitiba. Todos os parlamentares com domicilio eleitoral em Curitiba serão convidados para participar de reuniões no Diretório Municipal e  nos bairros da Cidade.



segunda-feira, 17 de julho de 2017

Sem dever nada a ninguém, nosso compromisso é com o PMDB



No dia 05 de agosto, o PMDB de Curitiba realizará Convenção para escolher o novo Diretório Municipal e a nova Comissão Executiva, que  irá dirigir os trabalhos do partido nos próximos 2 anos
.
Nós PMDBistas de Curitiba, cansados das más gestões partidárias que afastam os militantes históricos e não permitem a oxigenação interna nem a renovação de quadros, nos organizamos em torno de um coletivo denominado Novo Movimento Democrático, que pretende resgatar a inserção popular do MDB velho de guerra e implantar um modelo de gestão partidária transparente, democrático, moderno, profissional e eficiente.

Iremos atuar para resgatar antigos quadros, filiar novos simpatizantes e envolver a sociedade civil em um projeto que dialogue com o anseio do cidadão curitibano. Radicalizaremos na democracia interna! Nossas decisões serão tomadas em grupo, em uma gestão horizontal e participativa,  que respeite a vontade da maioria.

Atuaremos para neutralizar os oportunistas que aparecem a cada 2 anos para tirar proveito em campanhas eleitorais, sem compromisso com a base e com nossos princípios (conheça nossa Carta de Princípios - https://goo.gl/epgwcA).

Temos posições claramente contrarias às reformas propostas pelo Governo Federal,  pelo Governo Beto Richa  e por Rafael Greca. Jamais aceitaremos o fim dos direitos trabalhistas, a terceirização de atividades-fim e o aniquilamento da aposentadoria. O nosso grupo tem uma linha política clara: a linha política do Senador Requião.

Nós do PMDB de Curitiba, organizados no Novo Movimento Democrático,  em conjunto com a bancada de vereadores, que participa ativamente do coletivo, já nos manifestamos e fomos às ruas defender o povo Curitibano (confira links: https://goo.gl/D2B5HD, https://goo.gl/Xkfzpt,  https://goo.gl/LXFkJG).

Nenhum membro do nosso grupo ocupa cargo de direção, assessoramento ou superintendência no Governo Federal, Estadual ou na Prefeitura de Curitiba. Não aceitamos ingerência de outros partidos na nossa conduta. Nosso compromisso é única e exclusivamente com o PMDB!

Por isso, se você, como nós, está cansado de más gestões partidárias  e sonha em implantar em Curitiba uma nova cultura política, que valorize a cidade e respeite o cidadão, venha se somar ao Novo Movimento Democrático na Convenção de 05 de agosto. Vamos juntos reconstruir o PMDB e lutar por uma Curitiba menos desigual, mais justa e humana!

Por uma nova cultura política, democracia interna e participação social: Vote no Novo Movimento Democrático.

Continua a luta dos professores paranaenses pelo restabelecimento da hora-atividade


O julgamento da execução da liminar que suspende a diminuição da hora-atividade dos educadores paranaenses aconteceu hoje, dia 17 de julho, no Tribunal de Justiça (TJ-PR). Terminando em empate, de 11 votos a 11, a luta dos professores pelo restabelecimento da hora-atividade e qualidade da educação no Paraná continua.
O julgamento foi marcado após o acontecimento do dia 05 de junho, em que o desembargador Fernando Antonio Prazeres pediu vistas do parecer do presidente do TJ-PR, o desembargador Renato Bettega. Nesta data, Prazeres alegou que ele não compreendia os argumentos utilizados pelo governo do Estado, que alega impacto financeiro com o cumprimento da hora-atividade como determina a lei.
Com isso, os professores do Paraná continuam sofrendo as consequências do ataque feito pelo governo de Beto Richa a um direito assegurado por Lei, essencial para a qualidade do ensino público. O Novo Movimento Democrático se solidariza com esta causa, e espera que a justiça seja feita com o restabelecimento dos 33% de hora-atividade.

sexta-feira, 14 de julho de 2017

Novo Movimento Democrático se reúne para debater Curitiba

O Novo Movimento Democrático se reuniu na noite desta quinta-feira (14) para debater a cidade de Curitiba. O encontro foi uma conversa participativa e horizontal, na qual todos os companheiros do coletivo tiveram a oportunidade de opinar e levantar as necessidades e melhorias para a cidade. 

Confira as fotos:









terça-feira, 11 de julho de 2017

Sem saúde e sem cultura


A Secretaria Municipal de Saúde de Curitiba está investigando a morte de um paciente que teria ficado cerca de três horas esperando passar por um médico na Unidade de Pronto Atendimento do bairro Fazendinha. O caso ocorreu na tarde de sábado, dia 08. Segundo informações, Marcos Rogério Ferreira, de 58 anos, teria ficado três horas numa cadeira de rodas e só teria recebido atendimento médico após ter uma convulsão na sala de espera. Ele teve uma parada cardíaca em seguida faleceu.
De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, Marcos deu entrada na unidade por volta das 16h40, com queixa de dor no estômago. A situação foi avaliada como pouco urgente, de acordo com normas do Protocolo de Manchester.
Espera-se que não haja mais nenhuma morte em Curitiba por conta do descaso com a área da saúde, e que não seja preciso isso acontecer para enxergar que é preciso melhorias na qualidade do atendimento e na redução no tempo de espera. Contudo, o falecimento faz com que perguntas sejam levantadas sobre a gestão Greca: afinal, o dinheiro que diz ser colocado no Fundo da Saúde foi realmente colocado nele? E se foi, por que parece que não foi usado para, de fato, melhorar a saúde em Curitiba?
Antes mesmo de assumir a prefeitura de Curitiba, Rafael Greca resolveu retirar R$12 milhões da área da cultura, e justificou o corte como sendo uma injeção na área de saúde da cidade. “Enquanto a saúde correr riscos, não haverá música”, afirmou o então prefeito eleito. Em abril, essa “troca” de um setor para outro ocorreu.
A maior parte desse montante, R$ 8,8 milhões, saiu do Fundo Municipal da Cultura. O valor representa 73% dos recursos previstos para o financiamento de projetos culturais em 2017. Os outros R$ 3,2 milhões saíram de recursos de custeio das atividades da Fundação Cultural de Curitiba.
Por meio de nota, a prefeitura afirmou que a transferência foi necessária, já que a saúde é um dos setores mais atingidos pelo déficit no orçamento de 2017 e uma das mais urgentes em melhorias. Porém, com o falecimento de Marcos, parece mesmo é que o curitibano ficou, e continuará ficando, sem saúde e sem música.

segunda-feira, 10 de julho de 2017

A juventude que se manifesta em favor da mudança

É comum ouvirmos que o Brasil precisa de uma renovação em sua política. A afirmação dessa necessidade deriva da nossa observação como cidadãos, de que velhos costumes estão cada vez mais atrelados a corrupção e ao banditismo. De fato, isso é certo e estamos de acordo: é preciso que vejamos mudanças. Contudo, nenhuma transformação ocorrerá se não ouvirmos as pessoas e arregaçarmos as mangas para que vejamos o Brasil renascer.
Infelizmente, vemos alguns jovens desmotivados a fazer exatamente isso, debater e concretizar as melhorias necessárias para o país. Com os crescentes escândalos, com a retirada de direitos duramente conquistados pelos cidadãos e com o excesso burocrático, alguns preferem se afastar descontentes e passam a ver a política como algo perdido ou desimportante. Contudo, o Novo Movimento Democrático ouve e motiva a juventude a continuar lutando contra a velha política capenga de sempre. 
Em um momento onde o país respira política, não existe momento melhor para que os jovens avaliem ações e pontos de vista dos governantes e tomem suas decisões para que a transformação ocorra. Assim, é fundamental que passemos a dar mais visibilidade a esta parcela da população que vem crescendo a cada dia, e mais do que isso, que consideremos todas as ideias e propostas transmitidas por ela.
Nosso companheiro, Leonardo Guimarães Pupo, é exemplo dessa juventude que se manifesta em favor da mudança, e chama a todos para este nosso grande projeto de mudança da cultura política. Aos que estão cansados de ver empresários e políticos roubando o pão de cada dia, Pupo dá o recado: é preciso união e participação para novas alternativas acontecerem. É preciso de um novo movimento. É preciso do Novo Movimento Democrático.

video

Não esqueça: o desafio começa para Curitiba, no dia 05 de agosto, data da Convenção Municipal. Este será o nosso primeiro passo para mudar o país!

Trabalho SIM! Previdência SIM!

por Janine Andreiv Rodrigues*
Interpretação teleológica
Diferentemente de todos os métodos de interpretação analisados até agora, a interpretação teleológica concentra suas preocupações no fim a que a norma se dirige.
Nesta, o intérprete deve levar em consideração valores como a exigência do bem comum, o ideal de justiça, a ética, a liberdade, a igualdade, etc. Um exemplo desta interpretação é o artigo 5º da Lei de Introdução às Normas do Direito Brasileiro:
Art. 5º Na aplicação da lei, o juiz atenderá aos fins sociais a que ela se dirige e às exigências do bem comum.**

CONSIDERANDOS:

I - Na Constituição de 1988, temos no art. 60 § 1º:  
“A Constituição não poderá ser emendada na vigência de intervenção federal, de estado de defesa ou de estado de sítio.”

    II - A lei  nº 1.079, de 10 de abril de 1950 estabelece o que vem a ser crime de responsabilidade e no art. 4º define:

“São crimes de responsabilidade os atos do Presidente da República que atentarem contra a Constituição Federal, e, especialmente, contra:
I - A existência da União:
II - O livre exercício do Poder Legislativo, do Poder Judiciário e dos poderes constitucionais dos Estados;
III - O exercício dos direitos políticos, individuais e sociais:
IV - A segurança interna do país:
V - A probidade na administração;
VI - A lei orçamentária;
VII - A guarda e o legal emprego dos dinheiros públicos;
VIII - O cumprimento das decisões judiciárias (Constituição, artigo 89).”

Bem, não há previsão de limite circunstancial a emenda à constituição, quando haja possibilidade de julgamento de Presidente da República, mas com base em uma interpretação teleológica posso afirmar que não temos a segurança social necessária para modificarmos pontos basilares do Estado Brasileiro!
Logo, qualquer movimento neste momento não pode ser considerado legitimamente constitucional.
Trabalho SIM! Previdência SIM!

*Janine Rodrigues é Deputada Federal suplente pelo PMDB/PR e militante do Novo Movimento Democrático.